A oração que não cessa com o sofrimento

07-dezembro Espiritual

“Pedro, pois, estava guardado no cárcere; mas havia oração incessante a Deus por parte da igreja a favor dele.” At 12.5

Desde o seu início, a igreja de Deus sofre. Seja com perseguições físicas, morais ou pessoais, carregar o título de “cristão” faz com que injustiças aconteçam. Em um determinado momento da história, o rei Herodes decidiu maltratar alguns crentes, acarretando na morte de Tiago e na prisão de Pedro. Pedro foi preso apenas porque Herodes quis. Apenas porque era um fiel pregador do evangelho de Cristo e comprometido com sua verdade.

Há momentos na vida em que sofrimentos virão inevitavelmente. Assim como aconteceu com Pedro, injustiças acontecerão e nos perseguirão por sermos servos do Deus vivo. Pode ser que não sejamos presos injustamente, mas o Senhor Jesus disse que passaríamos aflições em nossa vida. Doenças podem causar sofrimento; o luto pode causá-lo; a verdade é que, por consequência do pecado, quer por perseguição quer por outros motivos, sofreremos enquanto estivermos neste mundo.

Mas há algo que devemos fazer. O texto diz que a igreja orava incessantemente por Pedro. Deus alenta corações por meio das orações do seu povo. Pode ser que o sofrimento cesse ou nos acompanhe até a hora da nossa morte. Todavia se orarmos fielmente, nosso coração conseguirá descansar na certeza de que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus.

Marcus Vinícius de Paula Costa