A tragédia de um coração endurecido

02-setembro Espiritual

Disse o SENHOR a Moisés: Vai ter com Faraó, porque lhe endureci o coração e o coração de seus oficiais, para que eu faça estes meus sinais no meio deles, e para que contes a teus filhos e aos filhos de teus filhos como zombei dos egípcios e quantos prodígios fiz no meio deles, e para que saibais que eu sou o SENHOR. (Êxodo 10.1,2)

Duas coisas precisam estar claras nesse momento da história: A primeira delas é que Deus endurecia o coração de Faraó, como o apóstolo Paulo mesmo disse: Ele endurece a quem lhe apraz. A segunda questão é o que o endurecimento traz como resposta, ele traz o peso da mão de Deus.

Não pense em nenhum momento que se manter endurecido quanto a Deus e Sua vontade é um grande feito de sua parte. Sempre que um coração endurecido se revela, isso antecede a tragédias, frutos das mãos de Deus. A melhor coisa que podemos pedir para Deus é que Ele não endureça o nosso coração, que não nos deixe à disposição de nós mesmos.

Nada é tão nocivo e tão destruidor, quanto ouvir o próprio coração, ele é enganoso e por natureza vive fugindo e desagradando a Deus. Ele é autodestrutivo e desconfigurador, somos menos do que poderíamos ser, quando somos guiados por ele. Por isso, orar implorando a Deus que quebrante o seu coração, que não lhe entregue ao endurecimento é a oração mais importante e sábia que alguém pode fazer.

Motivos de Oração: Peça ao Senhor que não endureça o seu coração, que o seu coração se quebre com o que quebranta o coração de Deus.

Rev. Jakstone Carvalho Braga