Finanças

05-dezembro Espiritual , Finanças

“Porque, quando ainda convosco, vos ordenamos isto: se alguém não quer trabalhar, também não coma. Pois, de fato, estamos informados de que, entre vós, há pessoas que andam desordenadamente, não trabalhando; antes, se intrometem na vida alheia. A elas, porém, determinamos e exortamos, no Senhor Jesus Cristo, que, trabalhando tranquilamente, comam o seu próprio pão”.  II Ts 3.10-12

Sabia que a única “coisa” que a bíblia chama de “senhor”  além do próprio Deus é o dinheiro?

Pois sim, o dinheiro que muitas vezes é motivo de idolatria e raízes de males profundos no meio do povo de Deus, também é algo usado para muito abençoar o mesmo povo que crê e sabe o administrar com idoneidade e gratidão ao Deus que tudo governa e tudo provê.

A palavra do Senhor Jesus alerta por diversas vezes a não amar o dinheiro, e não confiar nele como segurança de vida. Porém, o mesmo Deus que o amaldiçoa quando usado de forma errada, o abençoa quando usado para glorificar o seu nome, mesmo na vida dos filhos para lhes atender o desejo de seu coração, estando esse desejo de acordo coma vontade dEle.

“Pode um homem começar construir um prédio sem se calcular a quantia gasta para conclusão da obra?” Não, pois isso será motivo de vergonha para ele depois. Palavra bíblica essa, que orienta a ser bons administradores do que possui. Além disso, incentiva o trabalho que provê o alimento dos seus filhos amados, ainda que lhes assegure “dar-lhes enquanto dorme”, pois o trabalhador é digno de comer o fruto do seu trabalho, e o próprio Deus cuida de prosperá-los nele, uma vez que é desenvolvido.

Flávio Augusto dos Santos