O que a pandemia da Codiv-19 nos ensina sobre a fé

10-novembro Espiritual , Saúde

A pandemia da Covid-19 trouxe uma nova situação ainda não vivenciada por nossa geração, que veio implacavelmente arrastando junto a si uma verdade que era ofuscada pela tecnologia e os avanços da ciência: a fé reticente e por vezes frágil de grande parte dos cristãos.

Vimos com tristeza nestes tempos o desespero tomar conta de lares cristãos, com verdadeiro pavor da enfermidade e da morte.

Não quero dizer aqui, de modo nenhum, que os cristãos não deveriam ter as cautelas necessárias à prevenção da contaminação pelo novo vírus. Visto que a Palavra de Deus nos ensina a sermos sábios e prudentes. Quero apenas a reflexão sobre as razões do desespero.

A Bíblia nos ensina sobre a Soberania Divina, que se trata de uma doutrina maravilhosa sobre a Autoridade de Deus sobre todas as coisas. Nada foge ao controle e a vontade do Deus Todo Poderoso. Nem um fio de cabelo cai de nossa cabeça sem que seja da vontade D’Ele, que é sempre boa, perfeita e agradável.

Assim a pandemia trouxe à tona a verdade da fé vacilante, que não se sustém em meio ao caos porque não está enraizada no conhecimento profundo do Criador. É uma fé distante da oração diária, da busca constante da presença do Senhor. Se trata da fé que não produz plena comunhão, proximidade, intimidade com Deus.

É triste constatar, mas muitos cristãos mostraram em meio à pandemia que a confiança a tempos de paz e normalidade se devia à fé na ciência e nas soluções que ela poderia apresentar. Uma vez que a ciência não teve respostas, o desespero tomou conta da alma, por faltar a fé no único Deus verdadeiro.

A Bíblia nos ensina que tempos piores que esses ainda virão, ao menos para os cristãos. Portanto, é hora de usarmos o aprendizado destes tempos para nos dedicarmos à busca do Salvador. Para o dia em que o caos bater à porta novamente, ao invés de engrossar as fileiras dos desesperados, a Igreja do Senhor Jesus possa ser a resposta para o seu tempo, mostrando com tenacidade que a vida de Cristo se apropriou de nós e Ele é a cura para a humanidade.

Thiago Rodrigues Oliveira