O que mais temos?

10-dezembro Espiritual

“Pois a nossa pátria está nos céus, de onde também aguardamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo.” Fp 3.20

O que pode ter um filho em casa de outros pais?

Além de boas vivências alegrias e dores, experiências de experimentar o desconhecido e provar os dias de uma vida fugaz, um peregrino em terra estranha não pode ter muitas coisas além daquilo que carrega em si mesmo.

Em uma geração onde tudo que se vê e se toca é realmente o que tem valor na terra dos viventes, o possuir bens é que deslumbra o coração de quem vive aqui. O sentimento de estar seguro e pleno e inexistente à miséria e escassez de “coisas” palpáveis. A alma se aflige se deixa ocupar um lugar de desgraça.

Enquanto isso, a palavra de Deus nos adverte; ajuntai tesouros no céu, pensai nas coisas do alto. O que buscamos está na pátria dos céus, não pertencemos a este mundo.

Porém essas palavras são rejeitadas nestes dias onde o “ter” é “ser” para os homens carnais, e essa busca nunca tem fim.

Nós, como cristãos, não corremos a maratona dessa terra, não lutamos a guerra da prosperidade dita aqui, não ansiamos, por ter aqui, o que já foi nos dado por direito de filhos no céu.

Lugar de plantar é terra que se habita, lugar de colher é terra que se possui, lugar de ajuntar é terra que te gerou, terra onde viveras eternamente.

O que mais se ter aqui, em terra clandestina, onde nada nos tem e onde nada verdadeiramente temos nós?

Sarah Lucília Batista Lopes