O único

30-agosto Espiritual

“Pois esta vez enviarei todas as minhas pragas sobre o teu coração, e sobre os teus oficiais, e sobre o teu povo, para que saibas que não há quem me seja semelhante em toda a terra.”   (Êxodo 9.14)

O mundo sempre foi um lugar de muitos deuses e senhores, um lugar de adoração; não existe nulidade quando se fala desse assunto, ninguém consegue viver sem adotar um deus e sem adorar alguma coisa. O interessante é que em toda a história as guerras sempre são santas e divinas, sempre existe uma luta de poderes cósmicos e qual deus pode mais.

Imagine uma terra como o Egito que havia vários deuses, um povo que tivesse apenas um poderia ser chamado de fraco, porém o que o incrédulo nunca entende é que essa guerra é entre deuses criados pelo homem contra um Deus verdadeiro que criou o homem. Uns se alimentam da adoração, admiração e imaginação, o outro alimenta a adoração, a admiração e a imaginação do Seu povo. Os deuses do Egito – os adoradores dirão quem ele é e o que deseja, enquanto o Deus de Israel dirá aos seus adoradores quem é e o que deseja.

Como o Senhor relata nas escrituras, “para que saibas que não há quem me seja semelhante em toda a terra”, Ele é único, não há outro igual ao Senhor, Dele tudo procede e é digno por isso da adoração de todas as pessoas na terra. Alguns crerão e adorarão por amor, por serem tocados por essa graça, outros reconhecerão e se prostrarão por causa das pragas sobre o coração. De qual grupo você faz parte?

Motivos de Oração:  Que Deus nos dê a graça de reconhecê-Lo como único, como Senhor sobre toda a terra sem que o peso da Sua mão caia sobre nós.

Rev. Jakstone Carvalho Braga