Um Deus que protege os bens do seu povo

28-agosto Espiritual

“E o SENHOR fará distinção entre os rebanhos de Israel e o rebanho do Egito, para que nada morra de tudo o que pertence aos filhos de Israel.” (Êxodo 9.4)

Talvez alguém possa pensar: Tudo o que eu tenho devo aos meus esforços. Usamos muito a frase: nada cai do céu. Porém seríamos honestos em dizer que nada do que temos e somos, teríamos e seríamos sem a graça (favor imerecido) de Deus.

Essa é a quinta praga lançada sobre o Egito, para que Faraó libertasse o povo de Israel, Deus mandaria uma peste sobre o rebanho, tocaria em parte da renda, da alimentação, do comércio, da estabilidade do povo. Porém deveria haver distinção entre o povo de Deus e os egípcios, se uma praga alcançasse todos os rebanhos, alguém poderia afirmar que era algo natural, uma desgraça que havia alcançado a todos.

Uma coisa me chama muita atenção: pensar que uma crise nacional não foi capaz de atingir o povo de Deus, eles tiveram seus rebanhos protegidos, preste atenção nisso: Deus protegeu não apenas o povo, mas o alimento, o comércio, as vestes, o futuro financeiro desse povo. A praga que tocou o Egito, não tocou a Israel, o Faraó chega mandar ver se de fato a praga não havia chegado à terra dos Hebreus.

Meus irmãos, precisamos entender que tudo o que temos cai do céu, que tudo que temos vem das mãos de Deus e que, inclusive, Ele pode nos fazer prosperar em tempos de crise.

Motivos de Oração: Peça ao Senhor que lhe dê a consciência de que tudo o que possui vem da poderosa mão de Deus, peça que proteja e faça prosperar os seus negócios e acima de tudo um coração grato que reconhece que tudo o que você tem e terá, vem das Suas mãos.

Rev. Jakstone Carvalho Braga