Um passeio na terra

30-dezembro Espiritual

“Foram apedrejados, provados, serrados pelo meio, mortos a fio de espada; andaram peregrinos, vestidos de peles de ovelhas e de cabras, necessitados, afligidos, maltratados (homens dos quais o mundo não era digno), errantes pelos desertos, pelos montes, pelas covas, pelos antros da terra. Hb. 11:37-38

Certa vez um homem grande, piloto de aeronaves grandes, resolveu escrever a história de um príncipe pequeno que veio a passeio na terra procurando entender os habitantes desse lugar distante do dele. O príncipe pequeno teve contato com todo tipo de seres aqui; complexos, simples, descontentes, felizes, ambiciosos, mandões, vaidosos, acumuladores de vento, amáveis, fiéis, amigos, e seres de feiuras e belezas diversas e incontáveis. Cada ser que encontrava dizia muito sobre ser algo, ou alguém.

O mais interessante nessa história, é que o fato de conviver e até criar vínculos com todo esse tipo de seres de outro planeta, não fez mudar a essência do tal principezinho e nem o impediu de voltar para seu lugar de origem.

Ao entender nossa cidadania dos céus, muitas vezes somos tentados a não mais nos envolvermos com essa terra para que não nos sujemos com toda imundícia que se promove aqui, não queremos correr o risco de sermos iguais, de nos contaminarmos ou outrora, tal verdade nos faz sentir, erroneamente “superiores” ao restante do mundo, e nos damos o direito de nos ausentar do caos alheio, enquanto na verdade, como peregrinos reais de acordo com a palavra de Deus, sofremos dores do mundo sim, nos entregamos por causas perdidas, perdemos pedaços de nós em nome do propósito que carregamos em nós. Um peregrino que traz os Céus pra terra ao se render, clamar e viver; que venha Teu reino.

Sarah Lucília Batista Lopes