Uma Jovem serva, uma grande missionária transcultural

08-dezembro Espiritual

“ Saíram tropas da Síria, e da terra de Israel levaram cativa uma menina, que ficou a serviço da mulher de Naamã”. II Rs. 5.2

“Há um abismo entre nós e aqueles a quem vamos servir (ministrar)”. Paul Hiebert

“Missão transcultural é o esforço da igreja em cruzar qualquer fronteira que separe o missionário de seu público alvo”.1 Muitas barreiras deverão ser cruzadas, e uma única frase foi o suficiente para quebrar todas as barreiras ditas transculturais: “… Tomara o meu senhor, estivesse diante do profeta que está em Samaria, ele o restauraria da sua lepra” IIRs.5:3.

Uma simples frase acendeu a esperança no coração de uma família, trouxe vida a uma casa sem graça, trouxe a glorificação e exaltação a um Deus que até então não era conhecido. Enquanto o rei de Israel rasgava suas vestes em desespero, Elizeu se empoderava de uma condição que só alguém com uma visão de reino, visão além da cultura pode ter: “…saberá que há profeta em Israel” IIRs.5:8b, servo de um Deus vivo, que restaura, cura, vivifica e transpõe os limites da cultura, do tempo, espaço e crença. O que fica de lição:

1 – Faça a diferença onde estiver, interceda, anuncie que há esperança, ore ao Deus que transpõe as culturas;

2 – Em tempos de crise busque a Deus com muita fé e confiança;

3 – Em meio a calamidade assuma a responsabilidade de ser a solução.

Marcos Damont Terra